Pular para o conteúdo principal

Como pintar uma pintora pintando o por do sol em um campo de Lavanda

 Essa pintura ficou muito linda. Foi numa transmissão ao vivo e durante a live eu revelei surpresas fazendo aparecer elementos enriquecendo ainda mais a pintura.

Abaixo a imagem da tela para referência
Se inscreva no canal Zéarantes no YouTube clicando aqui

Sobre as Lavandas
    As lavandas, também conhecidas como alfazemas em Portugal (e rosmaninho, no sul, por confusão com o alecrim, rosmarinus officinalis) são várias espécies biologicamente diferentes entre si. As alfazemas (Lavandula latifólia) são plantas do género Lavandula, da família Lamiaceae. São pequenos arbustos, perenes, incluindo, também, as anuais e os subarbustos. As espécies mais usadas como ervas e para ornamentação são as chamadas lavandas inglesas e a Lavandula angustifolia (L. officinalis). As espécies ornamentais de lavandula, reconhecidas em Portugal, são: L. luisieri, L. viridis, L. pedunculata, L. latifolia Medicus e L. multifida L.

As flores de lavanda são usadas para arranjos florais secos. As flores púrpuras e os brotos, de fragrância forte, são utilizados em pot-pourris e, também, para impedir a presença de insetos e parasitas. O cultivo comercial da planta é para a extração de óleos utilizados como antissépticos, em aromaterapia e na indústria de cosméticos. Como produto terapêutico, em infusão, deve ser evitado o uso contínuo, podendo produzir excitação. Em geral deve ser evitado o seu uso pois contém componentes neurotóxicos que são extremamente prejudiciais, especialmente em crianças, grávidas e pessoas sensíveis ou debilitadas.

O óleo essencial da lavanda é obtido da destilação das flores, caules e folhas da espécie Lavandula officinalis. Entre várias substâncias, o óleo apresenta na sua composição o linalol e o acetato de linalila, que conferem a sua fragrância e, ainda, resina, saponina, taninos cumarinas.

As flores de lavanda produzem um néctar abundante que rende um mel de alta qualidade. O mel da variedade lavanda foi produzido inicialmente nos países que cercam o Mediterrâneo e introduzido no mercado mundial como um produto de qualidade superior. A lavanda também é usada como erva isoladamente ou como ingrediente da erva da Provence (França).

As lavandas nativas podem ser encontradas nas Canárias, norte e oeste da África, sul da Europa e no Mediterrâneo, Arábia e Índia.

Os maiores produtores de lavanda são a Bulgária, França, Grã-Bretanha, Austrália e Rússia.

 uso contínuo, podendo produzir excitação. Em geral deve ser evitado o seu uso pois contém componentes neurotóxicos que são extremamente prejudiciais, especialmente em crianças, grávidas e pessoas sensíveis ou debilitadas.

O óleo essencial da lavanda é obtido da destilação das flores, caules e folhas da espécie Lavandula officinalis. Entre várias substâncias, o óleo apresenta na sua composição o linalol e o acetato de linalila, que conferem a sua fragrância e, ainda, resina, saponina, taninos cumarinas.

As flores de lavanda produzem um néctar abundante que rende um mel de alta qualidade. O mel da variedade lavanda foi produzido inicialmente nos países que cercam o Mediterrâneo e introduzido no mercado mundial como um produto de qualidade superior. A lavanda também é usada como erva isoladamente ou como ingrediente da erva da Provence (França).

As lavandas nativas podem ser encontradas nas Canárias, norte e oeste da África, sul da Europa e no Mediterrâneo, Arábia e Índia.

Os maiores produtores de lavanda são a Bulgária, França, Grã-Bretanha, Austrália e Rússia.

Uso
É muito popular na região norte do Brasil; além de comercializada na maior feira da América Latina,

na banca de cheiro das erveiras do Mercado do Ver-o-peso (na cidade de Belém do Pará), é o principal ingrediente do Banho de Cheiro encantado, usado na comemoração da festa junina e do reveion no estado do Pará. Prática ritualística que ocorre desde o século XIX, ao qual se atribui o poder de atrair a felicidade, reatar amores e, abrir as portas da prosperidade ao bebedor.

Também presente no Cheiro de Papel, produzido com a infusão de essências vegetais, comercializado no cesto de palha da Vendedora de cheiro, usados para aromatizar roupas guardadas em gavetas e armários. Uma combinação de raízes e paus aromáticos ralados; os ingredientes mais conhecidos são: arruda, cipó-catinga, patchuli, japana, cumaru, alecrim, baunilha, manjerona, açucena, casca preciosa, louro amarelo, jasmim, priprioca e, alfazema.

Taxonomia
I. Subgênero Lavandula Upson & S. Andrews subgen. nov.

i. Seção Lavandula (3 espécies)
Lavandula angustifolia Mill. – lavanda-comum, L. officinalis
subsppp. angustifolia, pyrenaica
Lavandula latifolia Medik – lavanda-portuguesa
Lavandula lanata Boiss.
Híbridos
Lavandula × chaytorae Upson & S. Andrews nothosp. nov. (L. angustifolia subsp. angustifolia x L. lanata )
Lavandula × intermedia Emeric ex Loisel. (L. angustifolia subsp. angustifolia X L. latifolia ) (Lavandim)
ii. Seção Dentatae Suarez-Cerv. & Seoane-Camba (1 espécie)
Lavandula dentata L. – lavanda-francesa
var. dentata (rosea, albiflora), candicans (persicina) [Batt.]
iii. Seção Stoechas Ging. (3 espécies)
Lavandula stoechas L. – rosmaninho
Lavandula pedunculata Mill.(Cav.)
Lavandula viridis L'Her.
Híbridos de interseção (Dentatae e Lavendula)
Lavandula × heterophylla Viv. (L. dentata x L. latifolia )
Lavandula × allardii
Lavandula × ginginsii Upson & S. Andrews nothosp. nov. (L. dentata X L. lanata )
II. Subgênero Fabricia (Adams.) Upson & S. Andrews, comb.nov.

iv. Seção Pterostoechas Ging. (16 espécies)
Lavandula multifida L.
Lavandula canariensis Mill.
Lavandula minutolii Bolle
Lavandula bramwellii Upson & S. Andrews
Lavandula pinnata L.
Lavandula buchii Webb & Berthel.
Lavandula rotundifolia Benth.
Lavandula maroccana Murb.
Lavandula tenuisecta Coss. ex Ball
Lavandula rejdalii Upson & Jury
Lavandula mairei Humbert
Lavandula coronopifoliaPoir.
Lavandula saharica Upson & Jury
Lavandula antineae Maire
Lavandula pubescens Decne.
Lavandula citriodora A.G. Mill.
Híbridos
Lavandula X christiana Gattef. & Maire (L. pinnata x L. canariensis)
v. Seção Subnudae Chaytor (10 espécies)
Lavandula subnuda Benth.
Lavandula macra Baker
Lavandula dhofarensis A.G. Mill.
Lavandula samhanensis Upson & S. Andrews sp. nov.
Lavandula setifera T. Anderson
Lavandula qishnensis Upson & S. Andrews sp. nov.
Lavandula nimmoi Benth.
Lavandula galgalloensis A.G. Mill.
Lavandula aristibracteata A.G. Mill.
Lavandula somaliensis Chaytor
vi. Seção Chaetostachys Benth. (2 espécies)
Lavandula bipinnata (Roth) Kuntze
Lavandula gibsonii J. Graham
vii. Seção Hasikenses Upson & S. Andrews, sect. nov. (2 espécies)
Lavandula hasikensis A.G. Mill.
Lavandula sublepidota Rech. f.
III. Subgênero Sabaudia (Buscal. & Muschl.) Upson & S. Andrews, comb. et stat. nov.

viii. Seção Sabaudia (Buscal. & Muschl.) Upson & S. Andrews, comb. et stat. nov. (2 espécies)
Lavandula atriplicifolia Benth.
Lavandula erythraeae (Chiov.) Cufod.

Comentários

Veja também

Pintura das vegetaçãoes

  Quero realçar aqui um erro muito comum nas telas que observo. Ao pintar as folhagens das árvores. Muitos utilizam pinceladas conhecida por batidinhas, e assim se consideram por satisfeitos, e fazem isso nas vegetações tanto perto como as que estão mais longe.

Pintura com acrílica de pintar parede

Utilizando apenas tintas látex e corantes eu pintei uma paisagem e gravei o tutorial para verem. Vejam

Pintando com materiais improvisados

    Agora que você já tem a tela vamos então aos primeiros passos nessa longa e prazerosa caminhada rumo as pinturas. Você ainda precisará de mais algumas coisas necessárias para a realização de um quadro, porém algumas delas podem ser improvisadas. Apesar de ser bom ter os materiais adequados, podemos sim realizar uma pintura mesmo não tendo alguns equipamentos. 1-Se bater aquela inspiração e você estiver sem telas no momento. Que tal utilizar um tecido que pode ser uma cortina velha, uma fronha de um travesseiro? Estique ela em um lugar qualquer de modo que não fique encostando em nada, faça uma base, seque com um secador para antecipar. E mãos a obra! Outra hora com mais calma você monta um quadro com capricho e estica o trabalho. Depois de pintado sobre uma boa base o tecido fica tal como uma lâmina e assim não irá enrugar e não será difícil esticar. 2-Se você não tem um cavalete. Isso também não irá impedir que você pinte, eu ja pintei muitos quadros sentado sobre uma alm

Efeito de pedra com espuma expansiva

  Meus amigos: Eu vou passar a vocês uma experiência que tive e deu muito bom resultado. Certa vez eu pretendia pintar um quadro e queria algo diferente.

Bem vindos a nossa Fábrica de Artes

Que bom que chegou. Aqui é um espaço dedicado a várias modalidades de arte. Pintura em telas, desenhos, esculturas, poesias, músicas e outras mais.  Clique aqui para ver as programações das próximas lives. Vídeos ensinando pintar flores Curso completo de desenho e pintura de rosas Outros vídeos ensinando pintar rosas Vídeos ensinando pintar ibiscos Vídeos ensinando pintar rosas do deserto Vídeos ensinando pintar lírios Vídeos ensinando pintar margaridas Vídeos ensinando pintar orquídeas Vídeos ensinando pintar Flor de lotus Como pintar girassóis Vídeos ensinando  pintar hortências Como pintar Gérberas Vídeos ensinando  pintar Amor perfeito Vídeos ensinando  pintar copos de leite Como pintar antúrios Vídeos ensinando  pintar bastão do imperador Vídeos ensinando  pintar papoulas Vídeos ensinando o pintar tulipas Vídeos ensinando pintar paisagens Curso completo de pintura de paisagem de A a Z Paisagens do campo Todos os vídeos ensinando pintar paisagens Paisagens com rio ou cachoeiras Pai

Pintura com tinta esmalte sintético

Você sabia que com tintas esmaltes sintética também podemos fazer lindas pinturas? Veja nessa postagem uma dica.

Pintura de uma cena mística

Pintura de uma mãe passeando com sua filha numa noite enluarada.

Como pintar um casario

Uma vídeo aula longa que precisou duas lives para terminar. Mas com muitas instruções importantes, inclusive sobre perspectiva, profundidade etc. Abaixo o risco para auxiliar Clique aqui para voltar ao menu geral  

Uma paisagem com rio e cachoeira

 Vídeo descontraído feito ao vivo com explicações. Pintura a óleo sobre tela. Ver mais pintura de paisagem Voltar ao menu geral

Como pintar beija flor beijando a flor

Uma linda cena pintada ao vivo no canal Zéarantes com muitas explicações. Uma live descontraída e muito instrutiva.